fbpx

Dicas de comportamentos inclusivos

A dignidade da pessoa humana é fundamento da República. E cabe a todos nós, Estado e sociedade, garantir o cumprimento desta norma fundamental tão importante para manter a sociedade saudável. Você pode começar a prestar mais atenção em como se relaciona com uma pessoa com deficiência, por exemplo. Será que você está a tratar da forma correta, sem violar a dignidade dela? O Departamento da Pessoa com Deficiência, da Prefeitura de Curitiba elaborou a cartilha: “Direitos da Pessoa com Deficiência – Informação. Por uma cidade mais inclusiva” e nela são apontados alguns comportamentos que você deve ter e alguns que você precisa evitar. Confira a nossa série sobre como se comportar diante de uma pessoa com deficiência. Hoje vamos abordar as dicas que devemos ter em relação a pessoa com deficiência física.   

Diante de uma pessoa com deficiência física, você:

– Não se apoie na cadeira de rodas, nem com as mãos nem com os pés. A cadeira de rodas é uma extensão do corpo da pessoa que a utiliza. 

– Não receie em falar palavras “ande”, “corra” e “caminhe”. As próprias pessoas com deficiência física também as utilizam. 

– Se a conversa for demorar, sente-se num banco ou sofá de modo que os seus olhos fiquem no mesmo nível do olhar da pessoa em cadeira de rodas. Para uma pessoa sentada, não é confortável ficar olhando para cima durante um período relativamente longo. 

– Estando presente um acompanhante, fale para a pessoa com deficiência física, a menos que o assunto seja do interesse apenas do acompanhante. 

– Ao ajudar uma pessoa em cadeira de rodas a descer uma rampa com excessiva inclinação ou degrau, use a marcha ré para evitar que a pessoa perca o equilíbrio e caia para frente. 

– Ande na mesma velocidade do movimento da cadeira de rodas ou no ritmo de marcha da pessoa que utiliza muletas.

– Ao planejar eventos, providencie acessibilidade arquitetônica em todos os recintos. 

– Tome cuidado para não tropeçar nas muletas.

– Ao acomodar as muletas, depois que a pessoa se sentar, deixe-as sempre ao alcance das mãos dela. Isso garante autonomia.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques
Instagram